BOMBA…BOMBA…BOMBA…TEM UM ARAPONGA MORANDO DO LADO DA MINHA CASA!!!,-@ #abin #desperatehousewifesREAL

…quando eu penso que eu já tinha visto o bastante… com direito a clonagem de IP do meu computador e sabe se lá o que mais, de repente, não mais que de repente,  a casa do lado, a minha é assaltada na madrugada com direito a cenas de terror absoluto com o casal de meia idade e a filha adolescente especial, ficando sob a mira de bandidos armados que chegaram a disparar por descuido no ato do sinistro, mas, felizmente ninguém saiu ferido além do susto e as perdas materiais de sempre… como no bom e velho “deitado”:…vão se os anéis…enfim, assim que os bandidos saíram os moradores da casa ao lado, portanto meus vizinhos, botaram a boca no mundo, aos gritos acordaram todos os vizinhos que a essa hora  já se preparavam para o dia de labuta… ao que ouço na minha porta a vizinha supostamente vítima do assalto, desesperadamente gritando por mim, o que já me causou estranheza pelo fato de não ter nenhuma intimidades com ela nem seu esposo, até porque eles se mudaram pra cá a um pouco mais de cinco meses se muito, antes a casa ao lado ficou vazia por um longo tempo, depois foi moradia de uma família da mesma rua que resolveu reformar sua própria casa e durante a reforma se mudou pra lá, depois foi posta a venda e comprada por esse casal, que já chegou esnobando coincidências comigo, o senhor seria da mesma cidade que eu no maranhão, como o DF é abarrotado de gente de todo o Brasil, não estranhei, e a região onde eu moro é um ‘gheto’ do nordeste, de onde eu venho, em busca de um lugar ao sol, aqui na capital, pois, “se é pra se morar no Brasil, que seja em Brasília”… então, no meu caso o entorno do DF que onde resido atualmente. As coincidências não param por aí, rolou uma certa química comigo e o marido da senhora, que já fez questão de mostrar que tinha sacado, eu que não sou afeito a esses modos, fui cuidar da minha vida, até o dia em que ela me aparece na porta de casa a gritar feito louca: ”VIIIIZIIIINNNNNHHHOOOO”, ali eu já entendi que ia sobrar pra mim…eu juro…na hora pedi pra minha mãe que a atendesse pois eu não saberia o que dizer pra alguém naquele estado, o que se diz pra alguém numa situação dessas? Eu não tenho ideia, mas também não tenho interesse em saber lidar com essas situações, acho já a vida muito complicada pra se “dourar a pílula”, como se dizia noutros tempos…depois  de mais calma, conversando com minha mãe, até a mim ela consegue acalmar, e olha que eu não costumo voltar pro “senso”, sem um “sossega leão”, não, a última vez que eu saí do “prumo” foram preciso quatros dias numa clinica psiquiátrica e uma dose cavalar de “sossega leão” pra me ajudar a aplacar a fúria que toma conta de mim quando eu estou distraído…mas essa é uma outra história, conto outro dia, prometo…ah, xerazade…mas então quando eu resolvo me unir a pequena audiência da mais corriqueira das ocorrências em delegacias, o roubo a residências, aqui em Brasilia e entorno, sempre que a polícia faz uma repressão mais eficaz contra a venda de drogas e o consumo diminui, o roubo aumenta, pois os mesmos traficantes são obrigados a roubar pra pagar o prejuízo da apreensão das drogas pelos policiais, que as vezes ainda recolocam essa droga apreendida em regiões comandadas por “facções”… acho que todo mundo aqui já é grandinho o suficiente pra saber disso…mas a notícia do dia que veio com o sinistro dos novos vizinhos era a de que eles trabalham para a Agencia Brasileira de Inteligência, o FBI tupiniquim, ele inclusive serve a presidência da república, alvo de muitas das minhas criticas aqui no Blog, que ficou meses censurado não sei se alguém aí lembra disso…olha que coincidência, arapongas da ABIN do lado da minha casa, e eu tomado pelo susto do assalto e a comoção pelos momentos trágicos que devem ser esses, nessas horas, não me interessei muito pelo que tinha descoberto no meio daquela balburdia, com policia chegando mais vizinhos em trajes de dormir aparecendo  na rua, tinha até a solteirona do fim da rua que espera ansiosamente uma confusão na madrugada pra ‘aparecer’ de ‘baby doll’ cor de rosa chiclete com a ‘hello kitty’ de purpurina… que tipo de gente dorme assim? por isso não casou disse alguém. Dia desses numa briga no lava jato da esquina ao meio dia, ela apareceu assim, e quando todo mundo a repreendeu, ela saiu dizendo que tinha acordado naquela hora, sendo que a outra vizinha que caminha de manhã já a tinha visto no açougue logo cedo… e… é assim a minha vizinhança, como qualquer vizinhança no mundo inteiro, só o que muda é ‘status’ social da região, as pessoas invariavelmente são iguais e/ou pelo menos parecidas…daí o que se viu foi reunião de vizinhos e coisa e tal, grupo de vizinhos no whatzap, câmera de segurança na rua e tal e coisa, nessa arrumação passam-se os dias, eu me envolvo na clonagem do meu computador e encontro com a vizinha supostamente roubada, chegando eu por educação pergunto notícias do roubo, se estava mesmo tudo bem, ela diz que sim e me conta que teria visto uma filmagem de segurança de uma outra casa da rua e tinham visto uma mulher com uns caras num carro suspeito parado na rua, e logo acrescenta:” pensei até que fosse você…”- eu tomado pela surpresa da ‘insinuação’ e por educação fingi não ter ouvido e esperei ela repetir a suspeita, juro que se ela o tivesse feito eu teria voltado pra clinica psiquiátrica naquele momento, ou pra prisão talvez, como é que ela me diz isso na frente de casa? Enfim, eu  tinha mais o que me preocupar, quando entrei pensei;” peraí… ela sugeriu que fosse o quê mesmo? Mulher, assaltante, mulher de assaltante? É isso mesmo? E porquê será que ela me disse isso assim tão distraidamente, se fosse pra me irritar, ela teria dito outra vez, como não o fez…pensei ser coisa do tipo “ato falho” que as pessoas mal resolvidas costumam usar pra ‘jogar’ como os outros… depois, pelo meu histórico de paranoico esquizoide diagnosticado, e medicado, não se preocupem, parei e continuei a encontrar estranhezas nas poucas palavras que trocamos até que ela me coloca uma cerca elétrica separando sua casa de todos os outros vizinhos e todos temos agora que conviver com plaquinha de “cuidado, não ultrapasse, cerca elétrica” e as fatídicas caveirinhas de sempre…ninguém merece, mas nesse carnaval fora de época que virou a vida das pessoas, dos políticos, do mundo em plena convulsão, o que é ver o por do sol da sua janela, agora, através da cerca elétrica, de 12 reais o metro, da vizinha? Absolutamente nada não fosse a tragédia que se anunciou com um temporal sinistro que do nada surgiu no céu ontem ainda durante o dia, daqueles localizados sabe, áreas isoladas como dizem… pois bem, ao chegar em casa, depois do temporal, eu tive a grata surpresa de descobrir que a instalação da cerca elétrica da vizinha me fez o favor de quebrar uma parte da calha do telhado justo na parte do meu quarto… e… essa noite tive de me ver igualzinho as pessoas que sofrem com as enchentes, felizmente era só agua de chuva, sem barro, felizmente, mas, mesmo assim perdi as estribeiras, passei a berrar a plenos pulmões reclamando da situação causada pela atitude de mau gosto da vizinha que na sua ânsia por proteção, nem pensou nos outros a sua volta, se eles não poderiam se sentir constrangidos em conviver com essas plaquinha te informando que o limite do teu lote acabou, como se você não soubesse disso, acabei entrando em fúria que nem sei como consegui limpar tudo sem destruir nada…nem, sei mesmo, agora estou declaradamente indisposto com meus vizinhos da ABIN, e agora também o IP do meu computador foi clonado, não preciso ser paranoico esquizoide, para começar a imaginar coisas… os dois podem ser agentes me monitorando, por isso o disfarce de família, sendo o cara já coroa, mais gay que eu, a mulher um pouco mais jovem e gorda e mais masculina do que eu, no estilo Dilmão que a presidência da republica conhece, e a filha uma garota especial, que não tem nenhum traço físico de nenhum dos dois…E… as interferências no sinal de celular, tv e rádio que andam acontecendo de uns tempos pra cá… sei lá, de repente me vem a mente um monte de coisas, mas, felizmente eu tenho mais o que fazer…e… depois ainda me perguntam o que é que eu faço da minha vida… isso nem eu sei, agora o que a vida faz comigo, isso, eu nem te conto!!!,-) #TECONTEI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: