O ilusionismo virtual na versão 4.0!!!,-) #sorryBB

Vivemos uma era excitante por demais, não bastassem todas as evoluções tecnológicas a que fomos apresentados recentemente, para o bem e para o mal, desenvolvemos ultimamente hábitos impressionantes que se fôssemos analisar bem, não tem, nenhum sentido prático. Nesse sentido de analisarmos nossas atitudes, seja como indivíduos, seja como ser social que também somos, esbarraremos com um sem numero de ações corriqueiras nossas, que não fazem o menor sentido… mas… antes de ficar aqui enumerando cada uma dessas atitudes ‘non sense’ como uma tia velha recalcada, eu gostaria de chamar a atenção específica de vocês para uma questão a que pouca gente ainda se deu ao trabalho de investigar: a importância real de um perfil virtual. Dentre todos os nossos novos hábitos, adquiridos por meio dessa nova ordem mundial de comunicar virtualmente, o mais impressionante é a força do que se costuma chamar de ‘perfil virtual’, que servem para que um usuário de qualquer ‘rede social’ possa passar a existir no mundo wébico social, juntamente com uma conta de ‘e-mail’ qualquer que serveria assim como uma formalidade para se atestar a ‘presença’ de uma pessoa física por trás de cada perfil colocado nas redes sociais, que hoje divulgam números de usuários tão impressionantes que se fôssemos soma-los poderíamos facilmente ver a quantidade mundial multiplicada por sei lá quantas vezes… e… como isso é possível? Obviamente existem pessoas administrando mais de um perfil, em todas as redes sociais, como também existem pessoas que não possuem ainda esse recurso de interação sócio-virtual, por isso tantos organismos mundiais trabalhando contra a ‘exclusão virtual’, acho muito válido quando se oferece uma oportunidade de interlocução para todos, sem exceção, mas a que se ter muito cuidado quanto à importância desta ‘resposta’ pelos supostos interlocutores, haja vistos os recentes escândalos dos prejuízos que os perfis ‘fakes’ podem causar no nível das pessoas físicas e /ou jurídicas, comerciais. Perfis ‘fakes’ seriam perfis que são operados, administrados, por um nome ‘fantasia’ qualquer que serve para esconder a identidade do administrador do perfil que pode se beneficiar com esse recurso e cometer as mais diversas atitudes no meio virtual, para o bem e/ou para o mal… temos de tudo, desde namorados querendo ‘atestar’ a fidelidade das namoradas e vice-versa, até casos de agressões verbais, xenofobia, preconceitos e hostilidades de qualquer tipo, cometidas a todo instante pela facilidade do acesso e a impunidade constante. Mas, não é especificamente sobre isso que vim aqui falar hoje, gostaria de chamar a atenção para essa nossa atitude de valorizar a moeda de troca das redes sociais com seus ‘trends topics’… pois todos sabemos da importância do ‘curtir’, do visualizar, do compartilhar, parece que o menos importante é o comentar… absorvemos a idéia de que aquilo que estiver sendo muito curtido, ou seja que tenha um numero de ‘likes’, como se diz, muito expressivo seja importante, seja o sucesso, seja necessário pra você. Assim levamos adiante essa nova cultura que, como todas as outras, criam e posicionam valores e escalas de valores com coisas totalmente irrelevantes como o ‘top’ da Ivete Sangalo no carnaval que ocupou o ‘trend top’ e teve milhões de curtidas…ohhh… qual a importância disso? Ah, já sei venderam-se todos os tops? Não, o poder de manipular as pessoas e opinião pública, que para quem ainda não se deu conta, numa nação pretensamente democrática e corrupta como a nossa é a ‘faca e o queijo’ nas mãos de quem manda, antes dos grupos de comunicação, agora das redes sociais…e…. de quem quiser, como aquela festa de fim de ano de uma determinada emissora de televisão… já que a festa é sua também, sim você também pode influenciar muita gente e promover suas ideias e produtos e/ou as ideias e produtos de outrem…mas… como faço isso memorável guru? –simples assim: comece habilitando ‘e-mails’ para o cadastro nas redes sociais, depois é só inserir esses seus soldados de chumbo, nas redes sociais das pessoas que você quer monitorar, influenciar, etc. vai depender da sua intenção. Eu sei de uma pessoa aqui em brasilia que desenvolveu um esquema desses que até deu nos jornais como o ‘escândalo dos fakes’, onde um grupo de pessoas através de perfis virtuais ‘fakes’ faizam propaganda enganosa para prejudicar alguns políticos em época de eleição, espalhando boatos maldosos sobre quem se queria derrubar e enaltecendo qualidades e bons serviços prestados a comunidade para os que se queria ajudar no pleito, me pergunta se isso funcionou? Obvio que sim, pois já estamos lidando com essa ferramenta de comunicação que é a internet, sem nenhuma reserva, acreditamos piamente no que ela nos traz, compramos o que queremos, pagamos contas, acessamos nossos bancos, postamos toda a nossa vida, particular, familiar, social e até no ambiente de trabalho, sim nos identificamos com nossos cargos e empresas onde trabalhamos e nem nos damos conta do risco que corremos, ao fazer isso, por exemplo sei de um grupo de ‘espertos’ que pesquisam todas as pessoas ligadas ao comércio de um determinado produto numa ‘praça’ que eles querem faturar, depois de identificados os perfis das pessoas ligadas a esse ramo, sejam funcionários das empresas, em todos os níveis, até consumidores mais importantes como um artista em seu dia de folga num post inocente onde no ‘plano geral’ se vê o produto exposto espontaneamente. Feito isto é só iniciar uma campanha de ‘posts’ ligados a esse produto e caprichar na quantidade de ‘likes’, com o auxílio de ‘fakes’ produzidos para isso mesmo, aí é só despejar os representantes comerciais na ‘praça’ trabalhada virtualmente… e… pronto, sucesso comercial, mesmo ninguém ali tendo provado ou conhecido aquele produto antes, ninguém terá resistências na sua aquisição, esse esquema detalhado e outros mais você pode buscar sob o singelo nome de ‘marketing 360º’, onde cursos são dados para se promover produtos, sejam pessoas, ideias e/ou coisas mesmo. Até aqui, nada há de tão nefasto, mas, se alongarmos um pouco o nosso olhar e pensamento já podemos detectar a ponta desse ‘iceberg’ de ilusões… imaginem hipoteticamente que uma rede social qualquer dessas contratasse pessoas para esse serviço, ser usuário, sendo que através de sistemas de ‘manager’ que permitem você administrar inúmeras contas ao mesmo tempo, desses que empresas utilizam para monitorar o movimento dos seus sites, imaginem o que essa rede social poderia imprimir na sociedade através desse recurso numa época de eleições por exemplo? Sobre tudo em sociedades mais acostumadas as liberdades democráticas e a ilusão que esse tipo de forma de governo costuma criar quando em degeneração corrupta como o nosso atualmente… o nível de distorções a que se pode chegar é impressionante… e… o poder que algumas pessoas podem ter nas mãos é igualmente impressionante e temerário, pois oferece a um numero restrito de pessoas o poder sobre uma quantidade imensa de outras, e isso por si só já me cheira mal. Entender todas as peças que estão em jogo atualmente é uma tarefa hercúlea para nossa humanidade cada vez mais obtusa e decadente, acredito que para a maioria seja impossível, mas acredito que existam ainda gente como eu e meu namorado que acreditamos que a consciência plena do ser humano ainda pode revelar e impedir esses planos de dominação que parece ser a única aptidão natural dos hominídeos bípedes pensantes e/ou quase!!!,-@ #et #enio #ditto #cujo #oPRÓPRIO

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: