Existem; çucessos, susseços… e …SUCESSOS!!!,-)

suces

…e falávamos de sucessos, considerando o desenvolvimento do ser humano e sua inteligência como exemplo de “çusseço” de uma espécie dominante e tal, quando…alguém disse que: “o sucesso é que acabava com a criatividade dos artistas…” – e justificou dizendo: “- …que quando o artista é inseguro do seu próprio trabalho e valor, ele busca o sucesso como forma de, enfim, se convencer e acreditar no seu talento (quando este existe, ‘of course’!!!,-), e alcançando esse reconhecimento do público e crítica, ele, o artista inseguro, passa a produzir uma arte mais pobre, sem tanta criatividade que o leve para mais distante dos conceitos utilizados na obra que o “consagrou”, por vezes isso ocorre a pedido dos empresários e/ou contratante, por vezes é simplesmente uma exigência do mercado ao qual o artista faz parte, com suas escolas e tendências, se este artista escolhe a sua zona de conforto criativa dentro dos mesmos padrões já familiares a ele, o criador e seus admiradores, e assim se colocar mais comercialmente disposto, pela facilidade do lucro e pelo lucro vir a ser cooptado para a geração de um produto artístico mais voltado para o consumo imediato associado a algum estilo de vida que a mídia pretende promover com a única intenção de fazer dinheiro, se este artista escolhe esse caminho largo, onde multidões andam se pavoneando por serem os mais “ban-ban-bans” do pedaço, provavelmente sua escalada ao sucesso será mais rápida que o seu esquecimento dentro dos “nichos” de produção e consumo de arte…quem são hoje os artistas imortais que o tempo consagrou? Se observarmos bem veremos que muitos dos grandes e consagrados artistas imortais, foram tidos como medíocres pra não dizer loucos como o próprio Van Gohg, com sua obra que até hoje nos é ‘avantgard’, a verdadeira critica é o tempo quem faz, ao artista só é pedido que ele produza, sempre, que até a hora de sua morte ele esteja produzindo, criando, pois esta é a sua função como peça fundamental dentro do sistema de interação que criamos para desenvolvermos nossa civilização. Existem peculiaridades nos indivíduos humanos que são vistas como ‘dons’, coisas simples para alguns que as vezes são almejadas sem sucesso por outras, essas particularidades inexplicáveis muitas vezes são suprimidas por um meio excessivamente crítico mordaz que impede a mais plena expressão do ser, mesmo que somente artisticamente, causando um desconforto pela repressão que vai muito além de quem é submetido a ele, gera uma espécie de código de conduta que é absorvido pelos outros, artistas e/ou não, que cria lacunas vazias imensas na tentativa de expressão dos seres humanos, artistas e/ou não, pois um vasto material de experiências humanas são segregados aos guetos dos que desafiam a sociedade em busca de sua expressão mais própria, mesmo que não seja a mais apropriada aos dogmas vigentes dessa configuração confusa que o homem adotou para chamar de modo de vida aceitável para sua moral e/ou a falta dela, ou para os bons costumes e/ou nem tão bons assim…nós artistas deixamos de explorar sentimentos, desejos, curiosidades, sabores, cores, formas e texturas pelo simples fato de, em algumas existirem tarjas pretas adicionadas por alguém que se julga a “palmatória do mundo” e resolveu que assim seria… antes de ser uma problemática meramente artística e isolada, este impasse se mostra preponderante na formação de uma sociedade planetária nova, com novos conceitos, dúvidas, soluções e problemáticas que nos leve, a todos, cada vez mais longe do ser primitivo que fomos e que sem dúvida ainda somos…e…pela arte sabemos que podemos fazer isso, sabemos disso desde que começamos a ilustrar nossas cavernas depois que eretos atravessamos a savana após termos descido das arvores, comendo churrasco,  o que aumentou nosso cérebro nos dando a inteligência que ao que parece hoje se resume a um aparelho chamado de ‘smartphone’, sim, pois em alguns seres humanos a única parte inteligente do conjunto são seus ‘smartphones’ cada vez mais caros e poderosos, certamente um sucesso…ou seria çusseço…hummmm…tenho certeza que é ssussesso… não render se ao sucesso como forma de barganhar seu produto criativo que seja, significa antes de tudo continuar evoluindo como criador em/e com sua obra, significa, antes de tudo, não limitar se a um único estilo, conceito forma e produção, nem mesmo tipificar a obra criada, pois se depois de toda essa aventura criativa, ao artista, ainda for importante assinar sua obra como forma de se identificar o seu trabalho, sinto muito mais temo dizer que o tempo, a grande crítica, provavelmente não saberá ler assinaturas…a não ser aquelas feitas com o sangue e suor e que são indissociáveis ao trabalho artístico assinado e/ou não, que permite aos admiradores criarem “inspirados” em um grande mestre…seja, pictoricamente, textualmente, sonograficamente…ou…apenas imaginativamente…e…isso sim é SUCESSO!!!,-) #botaacaranosol? #precisonaum #játocomINSOLAÇÃO #KKKK

P.S. …logo que atingimos esse nível de bate papo, incomum naquela sala sobretudo naquele horário cruel, logo que percebemos o ‘level’, perguntamo nos o que todos estávamos usando como aditivo para aquela alteração mental nos ter colocado esses ‘insights’ wébicos, um logo gritou em caixa alta: RITALINA, enquanto uns queriam saber sobre os efeitos da prodigiosa substancia, como compra, preço e efeitos colaterais, outros, os que já sabiam de tudo isso, passaram a discutir sobre: “se essa futura sociedade ‘microencefálica’ já não existe na prática no mundo todo, e a natureza e/ou alguma farmaceutica internacional, não estariam apenas “adequando” as coisas, tamanho é o descaso do ser humano em se utilizar de todo o potencial de seus cérebros, mentes e consciências, preferindo ‘apps’ pra isso…quando resolvi sair da sala de bate papo “cabeça”, já era dia e consenso, que o novo presidente dos EUA será o Trump…e…que esse fim de semana vai ser muito chuvoso pra ir pra fazenda da minha amiga…kkkk.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: