…a quem interessar possa!!!,-) #ETenhodito

calm-hardware

Voltamos novamente a vosso pedido e estamos satisfeitos por mais esta oportunidade que se apresenta de falar-lhes deste lado da vida. Não penseis que nos incomoda vir à esfera terrestre, porque, não obstante não ser essa uma prática de muito brilho, tratando-se de um ambiente inferior ao nosso, não deixa de haver uma grande compensação nesse privilégio de poder vir à Terra.

Era bem possível que, se procurássemos instruir-vos sobre a composição química dos corpos celestes, se vos tornar-se isso interessante e instrutivo. Nós não nos referimos ao aspecto físico da ciência como o compreendem os cientistas astrônomos modernos, mas entramos em um estudo mais profundo da sua composição.

Cada estrela, como sabeis, é centro de um sistema que abrange, não só os planetas em revolução ao derredor dessa estrela, como também as partículas de matéria que aquele sistema difunde. Mas estas são tão sublimadas, que não poderão ser observadas, qualquer que seja o processo tecnológico empregado por quem se acha encarnado na vida física e, nas suas investigações, é obrigado, por tanto, a usar ineficientes instrumentos materiais… e… limitados cérebros também materiais.

Essas partículas se encontram entre o que é puramente material e o que é puramente espiritual e podem ser empregadas se o souberem, de fato, tanto na realidade física como na espiritual. Os dois princípios são apenas duas das muitas fases de uma realidade progressiva e agem e reagem um sobre o outro em sincronia como o sol e os planetas.

Estas partículas são sujeitas à lei da gravitação, dado que as encaremos dos dois lados (físico e espiritual!!!,-), e é por meio dessa força ( empregamos esse vocábulo, porque o conheceis, embora o não entendais verdadeiramente!!!,-) que nós formamos a coesão dessas partículas e deste modo podemos, de tempos a tempos, se preciso for, revestir os nossos corpos conscientes, tornando-os visíveis a uma câmera fotográfica e/ou algumas vezes aos próprios olhos dos humanos de sensibilidade apurada.

Ainda fazemos muito mais do que isto, quando preciso e em mais larga extensão de atuação. Se não fossem essas partículas todo o espaço estaria em trevas, isto é, nenhuma luz poderia ser projetada de um planeta, sol ou estrela à terra; é devido à refração e reflexão delas que os raios se tornam visíveis não que eles sejam assim transmitidos, pois a sua transmissão e passagem dependem de outros elementos insuspeitos. Por agora, porém nos limitaremos a dizer que não são os raios luminosos nem as chamadas ondas luminosas que são visíveis ao olho humano, mas a sua incidência sobre essas diminutíssimas partículas que se enfeixam em raios, tornando-se em ondas visíveis detectáveis.

Os vossos cientistas muito têm que aprender ainda neste assunto, e não é atribuição nossa ensinar o que os homens podem aprender pelos meios de que dispõem  se assim procedêssemos, o benefício colhido pela vossa aprendizagem sobre a terra seria materialmente diminuído e é por isso que temos o cuidado de dizer-vos o suficiente, apenas, para ajudar-vos a progredir, sem inutilizar o bom resultado dos esforços individuais e coletivos. Tende em mente o que eu digo, e é possível que então se verifique a relação que isso tem com qualquer assunto que achemos oportuno explicar-vos em nossas transcomunicações.

As estrelas projetam a sua luz, mas, para projeta-las, é preciso que a possuam. E como não são existências constituídas por si mesmas, é necessário por tanto, que, para possuírem luz lhe seja ela dada. Quem lhe dá e de que modo? Será fácil responder: – a consciência que vocês chamam de Deus, porque é Ele a fonte de tudo. – isto é absolutamente verdadeiro, mas, como sabeis, Ele utiliza-se de seus prepostos, e estes são, invisíveis, inúmeros e incontáveis, tendo cada um seu encargo determinado. As estrelas recebem o poder de transmitir a luz pela presença de miríades destes seres espirituais, que as permeiam agindo todos em ordem, em conjunto, e cada qual na sua esfera de atribuição. Estes seres têm as estrelas a seu cargo e é deles que procede a incrível energia que as torna capaz de executar a sua importante função designada.

O que podemos fazer-vos sentir é que não há, em toda a criação de Deus, coisa impulsionada por força cega ou inconsciente. A ideia de um caos instalado é mera ilusão. Um raio de luz, uma onda de calor, uma onda elétrica, procedendo de vosso sol ou uma outra estrela, tudo é efeito de uma causa… e… essa causa é CONSCIENTE, acredite, projetando energia em uma direção determinada e positiva. Estes seres imateriais são de diversas graduações e espécies. Não são todos da mesma classe nem mesmo têm a mesma forma. O seu trabalho é dirigido por seres que se acham hierarquicamente acima deles, que são, por sua vez dirigidos por outros de maior poder e mais alta graduação ainda, assim sucessivamente.

E assim essas grandes esferas de matéria gasosa, líquida ou sólida, sejam estrelas, cometas ou planetas, todas elas unidas, têm as suas forças transformadas em energia, forças efetivas não em virtude de uma lei mecânica física, porém pela ação de seres vivos, conscientes, que procedem de acordo essas leis. Fazemos uso da palavra consciente, em vez de inteligente, porque o ultimo termo não poderia ser aplicado, com precisão, a todos os executores da vontade da Consciência Mor Criadora. Como se pode compreender, o vocábulo só se podia estender a um número muito limitado deles, como também aos seres humanos que somente em alguns casos podemos o classificar como INTELIGENTE, mesmo que consciente em algum nível. Poderá surpreender-vos o saber que aqueles a quem o termo, inteligente, tem cabimento são os que ficam entre as escalas superior e inferior…  a denominada inteligência atua em seres dotados do que é conhecido como “livre arbítrio” como nos humanos. Sóis, planetas e outros “seres” da criação não possuem esse recurso.

Mas ao passo que os trabalhadores inferiores não são propriamente seres inteligentes, os superiores são mais elevados do que a expressão poderia designar e também não cabem nessa definição própria e específica dos seres humanos.

Entre as duas classes há esferas de seres não humanos  que poderiam ser descritos como seres inteligentes. Notai bem que eu não me exprimo, agora, nos termos que usaríamos aqui e que usareis quando para aqui vierdes e houverdes estudado, de alguma sorte, estas nossas condições. Estou empregando uma linguagem terrestre no idioma português do Brasil, um tanto arcaico para os dias de hoje e procurando expor o assunto sob o vosso ponto de vista.

Pelo que já escrevemos, estais  habilitado a julgar da relação íntima entre o espírito e a matéria e, quando, há algumas noites atrás falamos da construção do vosso templo em honra e glória ao Criador e da designação de guias e trabalhadores para  cuidarem, entre outras coisas, do edifício material, referimo-nos ao mesmo princípio, embora em menor escala de importância ao Todo.

Não obstante, trata-se de idêntico princípio. O plano que provê à conservação de todos os milhões de sóis  e de seus planetas, também se ocupou do arranjo de certos conglomerados de átomos alguns em forma de pedra, areia e cimento outros de madeira, metal ou mesmo de tijolos, de que resultou aquela nova construção que chamais de igreja. São eles conservados coesos, cada átomo em seu lugar, pela emissão do poder da força de vontade. Não são colocados ali e abandonados. Se assim fosse, o edifício bem depressa ruiria em pedaços, muito embora vós os considerem inanimados, saibam que em TUDO reside a energia particular da vida.

E, agora, diante do que escrevemos, refleti sobre o que costumam chamar “diferença de sensações”, que automaticamente imprime um modo específico de comportamento ao entrar-se em uma igreja, em um teatro, em uma casa ou em qualquer outro edifício. Cada um tem as suas emanações próprias advindas do seu uso e fins apropriados e isto se dá em virtude da ação desse mesmo princípio que procuramos aqui por meio dessas palavras descrever, esperamos obter êxito pois.

É o Espirito falando ao Espírito, o Espirito de trabalhadores desencarnados falando, por meio das partículas materiais, pela sua disposição e fins, aos Espíritos dos que entram naqueles lugares, chamados pela afinidade energética que possuem. Assim sendo lugares de constituição positiva como templos, habitações familiares comuns, escolas, etc., as impressões sentidas serão típicas de cada caso, já lugares como hospitais, matadouros, cadeias, etc., sentiremos sempre um pesar pelas emanações das energias de baixa orbe.

Por isto ao ser humano em todas as suas escalas de níveis de consciência é importante a sabedoria do seu propósito de vida enquanto espécie, a saber: – cuidar desse generoso jardim, chamado de Terra, o nosso lar físico e material a nós confiado para que a evolução da consciência da vida projete, expanda e exporte os seres mais especiais de toda a criação, únicos em forma e possibilidades, criados para servir as mais nobres aspirações e destinados a povoar todo o universo, se, somente se consigamos superar os instintos primitivos do animal irracional do qual advimos em nossa evolução. Se assim cumprirmos nosso desígnio, elevaremos a criação e o universo a um patamar evolutivo nunca antes alcançado, agora, se continuarmos subvertendo nossa vocação inerente, para tornarmos apenas mais um ser ignóbil que se utiliza do seu livre arbítrio para satisfazer apenas seus instintos mais baixos, ignorando todo o potencial a que temos acesso através da consciência de ser e estar, se assim continuar sendo, saibam que o fim da era gloriosa dos seres humanos será a única certeza que teremos além de sermos substituídos por uma nova espécie que talvez nem seja lá muito afeita a imagem e semelhança do nosso Criador, porém certamente será mais obediente aos seus propósitos, seres que esperam ansiosamente por isto é que não faltam por aí!!!,-) #ETenhodito

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: