…Artes, artistas…e…artimanhas do não tão seleto grupo de “entreteiners”!!!,-) #Uó

antrop

…ah…as artes…quanta coisa bela se produziu e ainda se produz no mundo e que pode, ainda, levar essa “alcunha” e o que dizer dos seus artistas? Artífices, as vezes natos, que geram tanta beleza e encantamento com seus trabalhos artísticos e que transformam nosso cotidiano trazendo leveza e graça pelo simples fato de estarem presos em alguma parede como, por exemplo, um trabalho de Tarsila,  do Amaral ‘of course’, intitulado Antropofagia de 1929, que repousa solene ao centro da maior parede da sala em que me encontro agora dedilhando essas palavras e tentando dar lhes o sentido esperado para a realização do meu texto, sei que é apenas  uma reprodução, de altíssima qualidade é claro, pois o original se encontra sob os cuidados da Fundação Nemyrovsky, fazendo parte do seu acervo. O que o meu olho vê? Duas pessoas nuas sentadas no chão, uma paisagem com cactos e folha de bananeira, sol, céu, nuvens. O que o meu olho percebe? Duas pessoas nuas sentadas no chão com as pernas entrelaçadas, uma representa a figura de uma mulher sentada de frente com um seio grande, pernas grandes, pé grande com quatro dedos, a outra a figura de um homem sentado de lado com a cabeça pequena levemente inclinada para frente, mãos sobre o joelho, pernas grandes dobradas, pé grande com quatro dedos posicionados no chão verde.Por trás das pessoas uma paisagem com cactos em tom verde escuro, folha de bananeira, no tom verde claro, sol na cor laranja com amarelo, um chão verde e um céu azul claro com nuvens brancas…lindo…lindo…lindo. E existem ainda muitas outras expressões artísticas circulando pelo salão, em formas tão diversas que vão da estampa de um legítimo Versace, ‘by Donatella’, quase vintage de uma  magnífica dama a minha frente, ao lustre ‘tiffany’ no teto, passando por jóias ‘Van Cleef & Arpels’ e até, quem diria, um Nike WR 10, do milionário jovenzinho impúbere do ramo dos jogos virtuais e que como eu permanece com a atenção inteiramente voltada para seu dispositivo de conexão móvel com a web, um tênis maravilhoso e que custa cerca de 200 mil dólares e que pela engenhosa cravação de pedras preciosas bem merece o título de arte contemporânea também, a julgar pelo tipo de coisa que hoje em dia também merecem essa classificação…mas…além do subproduto cultural artístico materializado em obras diversas, temos os seus criadores com suas personalidades exuberantes…poderíamos passar o resto da vida falando sobre isso, mas Salvador Dalí vem em auxílio e não deixa mais que eu pense em ninguém…auxílio luxuoso ‘of course’…a personalidade não só dos que realmente são considerados e consagrados como artistas, mas dos que também se auto consagram e se intitulam artistas é a mesma, são sempre criaturas que parecem só pisar no chão por absoluta falta de outra forma de transitar, flanam resolutos e conscientes da sua importância no mundo, do ponto de vista do umbigo deles é claro, em alguns até se pode ver uma nuvem perfumada a adentrar o recinto e anunciar sua chegada, com a característica balburdia paparazziana que costuma persegui los até a morte, o que antes de ser uma simples força de expressão, parece mesmo ser o intuito de tal empreendimento…e…o comportamento destas ditas criaturas? sempre tendendo a magnificência se auto colocam em pedestais inalcançáveis para o ser comum que os vê como objetivo de vida, muitas vezes buscando unicamente esse reflexo da fama mais rasteira, com todas as forças capazes e submetendo se ao que for necessário para tal intento…lastimável… como é lastimável a postura dessas ditas personalidades nos espaços reservados ao contato com seus súditos admiradores, puxa sacos e outros desses tipos que pululam ao redor de gente  também desse tipo. Desde o advento da internet e das redes sociais, nas quais, hoje, nos embalamos todos, ficou mais “fácil” o contato com os meus, os seus, os nossos ídolos, conseguimos saber coisas inúteis como por exemplo quantas vezes tal estrela vai ao cabeleireiro e quem é esse mago das madeixas que sempre são retocadas por computação gráfica nas campanhas publicitárias de ‘shampoo’, podemos acompanhar o drama íntimo de alguma celebridade seja na comoção da própria com algum caso raríssimo de doença envolvendo alguma criança pobre que precisa de tratamento, onde não se medem esforços no pedido para que nos empenhemos nas doações que reverterão essa situação, até mesmo em campanhas institucionalizadas anuais que emissoras de televisão movem com o apoio de seus ‘castings’ para a obtenção de fundos para essa e/ou aquela instituição…o que mais pode se falar do contato dessas pessoas especiais e seus públicos? A chatice dos ‘sefies’ e autógrafos que só são aguardados com ansiedade pelos artistas nas tardes e/ou noites de autógrafos em que se espera vender todo o estoque de sei lá oquê pela simples intensão de rubricar alguns garranchos tipo letra de médico com alguma frase que faça o fã em questão se sentir ligado ao artista também em questão para sempre e que alguns ainda vêem como forma de investimento futuro com indagações tipo: “você sabe quanto custa um disco do Elvis(que ainda não morreu!!!,-)autografado?”. Enfim, esse panorama só começa a ficar realmente interessante quando voltamos o olhar para os perfis virtuais que as pseudo celebridades mantém para a massagem diária do seus próprios egos, disfarçada de possibilidade de contato com seus públicos alvo, chega a ser hilário, de Gouveia como dizia um saudoso amigo em priscas eras…alguns se recobrem com um manto de ternura e carinho nos seus ‘posts’, tratando os pobres coitados ávidos, não se enganem, por um naco de carne fresca, ou nem tanto, da pretensa celebridade no intuito de se vivenciar a graça de poder ir ao cabeleireiro mais caro do mundo pelo menos três vezes ao dia e ainda assim ter as madeixas retocadas no ‘fotoshop’, tem os que esperam viver um romance com seus ídolos e dispensam todo tipo  de interjeição que os faça sentir se amados e adorados da hora que acordam com seus bom dias enfáticos a hora em que se vão com seus boas noites cansativos, no mais fingem ignorar seus 1465 ‘comments’, mesmo sabendo de cor e salteado o conteúdo de cada um deles, e contabilizam cada um de seus 3622 ‘likes’ mesmo que, na falta do que fazer pela carreira estagnada muitas vezes pela ineficiência de talento…e/ou…não, são incapazes de responder uma única súplica delirante e apaixonada daqueles que os mantém financeiramente seja na aquisição, visualização e conceituação de suas obras, digamos, de arte sejam de que tipo forem…muitas vezes divertem se ridicularizando tais pobres almas sedentas de uma atenção que não encontram no seu cotidiano buscando sentir se especiais  no contato com seu ídolo, gente sem noção que pede qualquer migalha de atenção, isso quando não voam mais alto e pedem a bolsa ou a joia da rica estrela para si, enfatizando ainda mais essa antropofágica situação degradante que se faz ver a quem por ventura resolva ‘seguir’ algum tipo dos tantos e quantos estão disponíveis ‘online’, não querendo parecer despeitado, recalcado pelo desprezo que a mim também foi dispensado na tentativa de contato virtual com tais celebridades, tenho que dizer que entendo o motivo do não incentivo das estrelas nesse jogo de gato e rato, sabe deus quem é a pessoa por trás deste ‘comment’ ou ‘like’, sabe se lá que tipo de pessoa se esconde atrás da alcunha de fã hoje em dia, e, a julgar pelo tipo de astro e/ou estrela que o tal fã (per!!!,-) segue é de se ter medo mesmo…kkkk…totalmente absorto na composição de mais esse meu texto blogal, em tom de ‘rapport’, nem percebo que é chegada a minha hora, e que me aguardam agora num outro salão contíguo…levanto me e displicentemente olho mais uma vez para a belíssima cópia do quadro de Tarsíla, Antropofagia de 1929, e penso que tipo de fã ela teria…e todos os artistas clássicos e eruditos, que tipo de pessoa ‘curte’ suas obras? Peço um segundo a recepcionista antes de ser levado aonde me aguardam e finalizo meu texto com a seguinte conclusão de não ser o mesmo tipo de fã que o saudoso John Lennon tinha…felizmente!!!,-/ #CrônicaDeUmTempoDeEspera

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: