…vc já viu Windeck: Todos os Tons de Angola, a primeira telenovela africana exibida no Brasil !!!,-) #TUDO

winddek

 

Acredite ou não, você provavelmente já assistiu algo escrito pela autora de “Windeck”. Joana Jorge é portuguesa e chamou tanta atenção com a novela angolana que foi contratada pela Globo. Atualmente, ela é uma das colaboradoras de “Boogie Oogie” novela das seis, escrita pelo também português Rui Vilhena.

A  ótima novela Windeck, exibida desde 10 de novembro de 2014 na TV Brasil e é a primeira novela africana na tv brasileira, mostra o que as pessoas são capazes de fazer para atingir uma riqueza fácil e rápida…esse é o significado da palavra windeck, uma espécie de gíria para gente ” que faz qualquer mesmo para ter champangne com bolo” como diz uma estrofe da canção de abertura por Cabo Snoop & RC-MC. É uma história emocionante passada em Luanda e que revela os golpes daqueles que não medem esforços para alcançar os seus fins. Centrada no dia-a-dia da redacção da revista Divo, um local onde o glamour se mistura com a ambição e mostra nos a cultura angolana. O idioma oficial de Angola é o português. Logo, a novela será exibida no idioma original. Só será um pouco difícil para entendermos porque eles falam com um sotaque muito próximo ao português, e temos uma certa dificuldade de entender algumas expressões idiomáticas, então veja como uma oportunidade de conhecimento (lembra quando a Band exibiu novelas portuguesas e decidiu dublar aqui para que ficasse mais fácil de entender?), mas, vc pode contar com o ‘closed caption’ de sua tv.

Tudo tem inicio quando a bela e inescrupulosa Victória (Micaela Reis)  que é uma mulher muito sensual que vem do pobre lugarejo angolano Moxico e é capaz de tudo para subir na vida. Em Luanda vai viver na casa da irmã, Ana Maria a mocinha (Nádia Silva), que é fotógrafa na Divo e muito diferente dela. Honesta e trabalhadora, tem uma vida sossegada, até ao dia em que Vitória aparece. Para esta mulher ambiciosa, tudo não passa de um jogo de interesses para conseguir riqueza e poder. O seu alvo está escolhido: o filho do dono da Divo, Kiluanji Voss (Celso Roberto) Este jovem belo, meio bobo, rico e honesto é quem Victória quer conquistar para enriquecer.

O dono da revista é o poderoso Xavier Voss (Ery Costa), um empresário de sucesso, arrogante e prepotente que acredita poder comprar todas as pessoas que o rodeiam. Tem muita confiança na sua filha, Luena (Edusa Chindecasse), uma ‘lesbian chic’ glamourosa e determinada que volta de Londres, se torna chefe da Divo….e…traz a namorada para viver com ela em Luanda, e revelar ao seu preconceituoso pai sua opção sexual. Já com o irmão, Xavier tem uma relação muito conflituosa. Wilson (Eric Santos) é um homem honesto, dedicado aos filhos Lukeny (Clélio Márcio), fã de Kuduro, o ritmo da moda em angola e a espevitada fashinista Lwejy  (Alisa Conceição), com muita paciência para a engraçadíssima, espalhafatosa e ‘fashion adviser’ Ofélia (Tânia Burity), a sua mulher ambiciosa que vive das aparências. Quem torna a vida de muitos num inferno é a vilã e chiquérrima produtora de moda, Rosa Bettencourt (Grace Mendes), uma mulher que só pensa em ter poder de forma fácil. Para isso conta com a ajuda da belíssima filha Kássia (Solange Hilário), formando assim uma dupla de oportunistas dispostas a tudo para enriquecer. Ao aperceber-se do interesse de Vitória em Kiluanji, Rosa elabora um plano para Kássia o seduzir, e começa assim a guerra entre Vitória e Kássia. O que as duas não esperavam é que ele, Kiluanji, e a humilde Ana Maria estivessem apaixonados.

Na Divo trabalha ainda Artur, um gay muito discreto(Fredy Costa), que é  diretor financeiro, um homem responsável e muito diferente do seu companheiro de trabalho e moradia Henda (Joel Benoliel) , um jornalista que quer enriquecer, de preferência seduzindo uma mulher rica. E para tornar todos mais bonitos, a maquilhadora Mariza (Helena Moreno) é a mais indicada. Esta é também a novela das tradições e dos sabores angolanos, uma história de pessoas reais. É na empresa de catering Mufete que Nazaré (Yolanda Veigas) cozinha deliciosas receitas, um negócio criado pelo filho, Yuri, e o seu também belo, sócio italiano, Giorgio (Rui Santos). Também eles querem ter sucesso e triunfar na vida, mas com trabalho honesto e longe dos esquemas fáceis.

O assunto novelas no brasil, desperta bastante atenção por ser o principal produto cultural de massa no brasil, que conta com produções premiadíssimas exibidas mundo afora. O que chama a atenção em uma novela africana é sem dúvida o exotismo da sociedade angolana, com seus códigos de conduta. A novela aborda entre outros o sempre controverso tema da homossexualidade feminina, que ainda é tratado como tabu por muitas sociedades inclusive a angolana, onde independente do gênero ainda é visto com muito preconceito. Situações como testes de HIV, avanço das religiões protestantes na África, e abuso violento de crianças por seus pais, convivem harmonicamente com o dia a dia de uma revista de moda, por onde desfilam modelos africanas de prestígio embaladas em um figurino excelente, coloridíssimo, ultra moderno com maquiagens idem, aliás o visual da novela é excelente a julgar pelo custo da produção que não é dos mais altos se comparados aos níveis de produção de novelas no Brasil, onde gasta se uma fortuna em um único capítulo. Poucos cenários de estúdio, porém eficientes e locações excelentes que mostram o lado rico e belezas de Luanda, mudando o conceito de quem acha que a “mama” África é uma imensa tribo primitiva. O desempenho dos atores é um pouco estriônico para os padrões dos atores brasileiros, mas se comparados as atuações dos atores de novelas mexicanas já habituais na programação é maravilhoso, temos ainda a participação do ator brasileiro Rocco Pitanga, que tem um papel importante na trama.

Enfim Windeck (que em Portugal chamou se: Windeck: O Preço da Ambição,  e no Brasil recebeu o nome: Windeck: Todos os Tons de Angola) é uma telenovela luso-angolana transmitida originalmente pela TPA2 e TPA Internacional a partir  19 de agosto de 2012 às 20h. Foi transmitida em Portugal, na RTP1, entre 8 de abril de 2013 e 31 de dezembro de 2013, com repetição do último episódio em 2 de janeiro de 2014, tamanho o sucesso do folhetim. A telenovela foi indicada em 2013 ao Prémio Emmy Internacional de Melhor Telenovela juntamente com a lendária Avenida Brasil e a  fascinante Lado a Lado, ambas da Rede Globo, e com 30 Vies, do Canadá...só não lembro quem venceu…kkkk!!!,-)

Uma produção da SEMBA COMUNICAÇÃO, Windeck já foi ao ar em Angola, Portugal, Cabo Verde e Moçambique, e alcançou um reconhecimento extraordinário do público e da crítica, batendo recordes de audiência.  Está sendo exibida na televisão aberta do Brasil pela TV Brasil desde o dia 10 de novembro de 2014, de segunda a sexta, sempre às 23h... então se vc está cansado da mesmice dos canais abertos aproveite e veja uma interessante produção onde os negros são os verdadeiros protagonistas…e…os brancos coadjuvantes no enredo, o que por si só já vale uma “espiadinha”!!!,-) #GARANTO

MORE INFO:

http://windecktv.com/

http://tvbrasil.ebc.com.br/novelawindeck

http://www.imdb.com/title/tt2243286/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: