Andrea Crews Fall 2011: A Fashion Rave In the Pigalle !!!,-)

Este slideshow necessita de JavaScript.

Andrea Crews é um conceito, é moda, arte, fotografia… Mas isto é só uma pequena parte, esta marca de roupa reciclada para além da sua componente irónica e divertida é uma alternativa ao consumo dominante da industria da moda.

Sob a direcção da Maroussia Rebeqc (fundadora da marca), o estilista Pascal Rommé e a designer e coordenadora Anji Dinh-Van, trabalham com um objectivo em mente: criar peças únicas, originais e insólitas, pondo sempre em questão vários conceitos e preconceitos da moda e do consumo.

A massificação e globalização da moda, os crescentes hábitos de consumo, a velocidade com que se renovam as colecções levaram a Marioussia Rebecq a criar a Andrea Crews com uma grande preocupação ecológica e que prioriza o “feito à mão” em contraposição do fabrico massivo, juntando o gosto pela arte e a vontade de individualidade e de diferenciar-se. Andrea Crews aposta na experimentação de formas e desestruturação das peças o que lhes dá muita personalidade. Em suma, é uma outra forma de consumir moda: estética e ética.

Maroussia Rebecq é uma designer e artista obstinada, que combina vários aspectos da criação contemporânea e sobretudo que busca e cria uma alternativa ao mercado da moda massivo. Todos os anos juntam-se toneladas de roupa de segunda-mão devido ao alto consumo e ao conceito de “demodé”. Andrea Crews recicla esta roupa, experimenta e transforma-a, dando-lhe um novo ciclo de vida. Maroussia, no seu atelier, analisa, examina cuidadosamente cada peça e estuda o seu potencial, gerando resultados originais e imprevisíveis.

Para as suas colecções, a Andrea Crews conta com a colaboração de outros artistas contemporâneos: estilistas, Dj’s, vídeo-artistas e outros, de forma a que as peças sejam heterogéneas. A Marroussia cria peças de roupa lúdicas com grafismos não convencionais. Mas não se ficou só pela roupa, desenvolveu também uma linha de acessórios de grandes proporções resultado do processo de reciclagem.

Andrea Crews criou um novo conceito no mundo da moda, uma nova versão do vintage – o “pós-vintage”. Se Le Corbusier tivesse uma marca de roupa seria a Andrea Crews, pois responde perfeitamente à máxima deste arquitecto/designer/pintor: “Nada se perde, tudo se transforma.” A imortalidade é o slogan desta marca.

Apesar da sua originalidade, ao vermos as colecções desta marca, é inevitável a comparação com a designer britânica Cassette Playa. De todas as formas a Andrea Crews vai muito mais longe, transforma a moda dita convencional, brincando com as peças É capaz de pegar numa sweatter velha, uns jeans desgastados e uma t-shirt sem cor e dar uma nova vida a uma mala ou uma saia.

Andrea Crews geralmente circula por espaços públicos, em centros de arte e galerias e convida a participação de artistas com trajectórias variadas, mas com uma base de pop e do universo lúdico e experimental. O atelier desta marca é uma plataforma preparada para combinar arte e moda onde cada peça de roupa é um meio e uma fonte inesgotável de inspiração. Por esta razão várias marcas como a Lacoste, pedem-lhe ajuda para dar um twist às suas colecções.

Se queres conhecer mais sobre uma marca onde a arte naïf e a contra-cultura underground vivem de mãos dadas e se queres uma alternativa à moda convencional, navega pela página oficial da Andrea Crews e pela sua loja online.

Long live the fashion.

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: